Chimia para os vovôs do Asilo Padre Cacique

Publicado em 31/05/2021

"A chimia é algo que faz parte das nossas histórias afetivas"
"A chimia é algo que faz parte das nossas histórias afetivas"

Foi através de uma crônica escrita pelo jornalista David Coimbra, no dia 1º de maio, que a Bom Princípio Alimentos se conectou com o Asilo Padre Cacique, de Porto Alegre. Na crônica, David mencionava um apelo feito na Rádio Gaúcha , em prol dos velhinhos do asilo que precisavam de doações, entre elas a chimia.

"Me enterneceu eles precisarem de chimia. Fez-me voltar no tempo, me vi na casa da minha avó, sentado à mesa do café da tarde, ela anunciando: - Prova essa chimia de uva que eu fiz nesta semana, está bem fresquinha", cita David.

Agora, as chimias dos moradores estão garantidas! E o melhor: até o final do ano! A primeira remessa de doações foi entregue na quinta-feira, dia 27 de maio de 2021. Quem recebeu o time da Bom Princípio foi o vice-presidente do Asilo Padre Cacique, Sr. Paulo Moreira. Até o final do ano, serão doados um total de 700 quilos de chimia, uma média de 100 quilos por mês. Cada potinho de chimia tem 400 gramas. Os moradores diabéticos também serão contemplados, com os produtos da linha diet da empresa, para que ninguém fique de fora! "A chimia é algo que faz parte das nossas histórias afetivas. E é o produto carro-chefe da nossa empresa, onde tudo começou. Será uma honra para nós poder ajudar o Asilo Padre Cacique, especialmente, nesse momento tão delicado que vivemos", conclui o presidente e fundador da Bom Princípio Alimentos, o empresário Alexandre Ledur.